Trastejando

Tudo o que eu quero é um acorde perfeito maior.

Música: Tocando em frente

Escrito em 16/05/2014 | 5 comentários

Eu já to entrando no segundo mês sem passar por aqui. Tem um motivo pra isso. Mas hoje resolvi aparecer. E o pior é que, basicamente, só vim pra dizer que volto depois.

Desculpa, leitor. Eu não vou explicar o motivo da minha distância, nem o meu tom de voz diferente. Me pediram pra não falar sobre isso, e eu mesmo acho que devo ficar quieto no momento. Só vou dizer que é um momento duro — que nem é um momento, é uma fase, e tá longa. E por enquanto só falo na presença do meu advogado. Mas me veio essa música e eu resolvi gravar, como lembrete pra mim mesmo, e pra quem mais precisar.

Dona Dalva

Dona Mamãe se aventurando pela primeira vez no meu violão de 12 cordas!

Esse som me lembra algumas coisas. Está entre as preferidas das saudosas rodas de viola dos meus pais, e quando me lembro dela, ouço a minha mãe cantando. A versão mais famosa, do Almir Sater, só vim a conhecer muito tempo depois. E sem desmerecer o cara (que é bom demais), eu ainda prefiro na voz da dona Dalva.

Um grande camarada que sempre me pedia essa era o Edivaldo. Ou Mano Divas, como um outro grande camarada batizou. Um dos serviços mais divertidos que tive foi o ano que passei embarcado na P-47, tentando ser auxiliar técnico de planejamento. Foi onde fiz meus primeiros “amigos de obra”, os  parceiros que me acompanharam na aventura que foi viver no “trecho”, como se diz por lá. Mano Divas é um desses sujeitos. A gente conversou muito sobre a vida lá no meio do mar. Tempos depois, ele me carregou pra uma obra lá no sul do Brasil; e depois trabalhamos juntos em Juiz de Fora, na siderúrgica da Votorantim Metais. Em todos esses cantos a gente pôde curtir e pensar sobre a vida, olhando como ela leva a gente pra tanto lugar diferente. E a gente cantava. E essa música sempre foi uma das principais. Então taí: quem tiver ouvidos, ouça, é só mandar tocar lá na página inicial. E pra pegar o mp3 ou saber como gravei, clica aqui. E depois eu volto.

 

5 Comentários

  1. Cadê? Não toca nem rola download. Quem te assessora tecnicamente? Precisa dar um esporro nesse cara! 🙂

    • putz… Deu erro no arquivo, era pra ser mp3, eu subi um wma… agora só de noite pra eu converter e colocar de novo no site… Caraca, minha cabeça tá fora do ar mesmo…

      Foi mal…

  2. Cadê, cadê, já tá? A Liz e eu queremos ouvir! 🙂

  3. Ouvimos. Gostamos muito! Não demore, queremos mais. 🙂

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: